sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Ato contra o aumento das tarifas em SP


Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde, Educação! Abaixo a Repressão!

Convocatória do ato chamado pela campanha Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde, Educação! Abaixo a Repressão!:


Na última terça-feira (18/11), o prefeito Haddad discutiu com mais 7 prefeitos da Grande São Paulo a possibilidade de aumento das passagens do transporte público previsto para 2015, no valor aproximado de R$ 3,40 (como pode ser lido aqui: http://m.estadao.com.br/noticias/saopaulo,haddad-e-prefeitos-do-pt-discu...). Alegam que o subsídio (repasse das prefeituras para as empresas privadas de ônibus) exigirá este aumento. Isso é um absurdo! Desde antes das jornadas de junho estamos explicando que as tarifas foram aumentadas muito acima da inflação durante anos! Estes prefeitos se reunirão com o Governo Alckmin na próxima terça-feira para discutir o aumento conjunto das tarifas de ônibus, trem e metrô.

Não podemos deixar a burguesia articular a repressão e a retirada da conquista de 2013, nas jornadas de junho. Devemos desde já mobilizar toda a classe trabalhadora e a juventude contra mais este ataque e voltar às ruas não só para barrar o aumento, mas pela TARIFA ZERO.

A campanha “Público, Gratuito e Para Todos: Transporte, Saúde e Educação! Abaixo a Repressão!”, surgida das jornadas de junho, realizará um ato em frente à prefeitura de São Paulo, na próxima terça-feira, (25/11) às 17h e depois seguiremos até a Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano, exigindo que os governos municipal e estadual recuem de sua intenção em aumentar a passagem. Todos(as) que querem barrar este aumento anunciado estão convidados(as)!

Evento do ato no Facebook:
https://www.facebook.com/events/678290812291238/

Conheça nossa campanha! Leia o manifesto:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=355340827942995

Participe de nosso Acampamento Revolucionário na fábrica ocupada Flaskô, em janeiro de 2015:
https://www.facebook.com/events/815357378504181/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com