sexta-feira, 28 de junho de 2013

Nota sobre as plenárias no Rio de Janeiro e sobre imprensa livre

Plenária Unificada de Luta contra o Aumento das passagens


A semana mal começou e já foram inúmeros debates, plenárias e palestras. A juventude quer ser informar e compartilhar suas ideias. Participamos do máximo possível de debates aqui no Rio de janeiro, e estamos percebendo que os jovens estão sedentos por organização, e mais ainda por mudanças reais. As plenárias estão cada vez mais lotadas de gente, pessoas querem apresentar suas bandeiras, suas indagações e descontentamentos.




Na Segunda-feira estivemos na "Plenária anti-fascista para avaliar a situação política do país". Apresentando nossas impressões sobre os movimentos e contribuindo ao debate.



























A última plenária Unificada de Luta contra o Aumento das passagens, que ocorreu Terça-feira,  participaram tantas pessoas, que tivemos que sair do IFCS (Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ) e ocupar a praça que tem em frente ao Instituto, foi necessário um carro de som pra que pudéssemos ouvir as falas.


E esse interesse em se organizar, se torna cada dia mais necessário. Nunca produzimos uma plenária desse tamanho, mais de 100 inscrições de fala. E justamente, por ter tanta gente querendo estar organizado, que acaba havendo dificuldades de se ajustar as pautas de demandas, pois são muitas pessoas, muitos pensamentos diversos e muitas divergências.

Esse fato exige de nós uma disciplina e paciência nunca antes vividas. Temos que entender que devemos nos organizar em cada um de nossos locais de atuação: grêmios, centros acadêmicos, sindicatos, coletivos, grupos artísticos, partidos. Não podemos deixar de usar a nosso favor a representatividade, ainda que os partidos tradicionais a usaram, para na maioria das vezes, nos enganar.

Nesses dois dias (segunda e terça), estivemos junto com os jovens, trabalhadores e todos que estão insatisfeitos e querem dialogar. Deixando claro nosso posicionamento, defendendo com clareza, firmeza e humildade nossas bandeiras. Defendendo o Socialismo!

Vendemos mais de 50 boletins Foice & Martelo, que é a nossa forma de “mídia alternativa”, uma proposta de imprensa livre, que só aceita ser financiada pela juventude e classe trabalhadora, e que está disposta a falar a verdade que a impressa burguesa não fala.


Os eixos da plenária

Seguem as pautas de bandeiras que servem como eixo da Plenária unificada de luta contra o aumento:

1 - Além da revogação das tarifas, queremos melhorias na qualidade dos transportes públicos e considerando uma luta unificada no Rio de Janeiro pela tarifa zero.

2- O movimento é contra qualquer projeto por parte do Governo do Estado de caráter privatizante tanto nas áreas de esporte (destacando-se o Complexo do Maracanã) quanto da saúde, educação, segurança, infraestrutura e obviamente do transporte público. Neste eixo acrescentou-se as lutas contra as remoções de famílias do Rio de Janeiro. E ainda o movimento apoia a melhoria dos sistemas públicos através de uma exigência maior de verbas para saúde e educação.

3- Pela liberdade de todos os presos, injustamente, nas manifestações passadas (mantendo esse foco caso haja novas prisões nas manifestações) e anulação de todos os processos contra os manifestantes. 

4- Somos contra qualquer arbitrariedade, abuso de poder, repressão ou qualquer forma de violência letal ou não letal aos manifestantes que direcionarão o movimento de maneira organizada.

5- Lutaremos pela democratização dos meios de comunicação: sem censura (maior transparência) e imparcialidade das principais redes. Fim do monopólio de informação.






Segue um vídeo com um depoimento que expressa a posição da Juventude Marxista




Viva os trabalhadores e a juventude organizada !





Felipe Araujo – Estudante de Filosofia da UFRJ e Militante da Juventude Marxista – RJ.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com