quinta-feira, 9 de maio de 2013

Pela retirada dos processos contra os 72 estudantes da USP! Educação Pública e Gratuita para todos em todos os níveis!


Com base nessa palavra de ordem acima, os estudantes que dirigem o DCE da Univille em Santa Catarina, militantes da Juventude Marxista, lançaram uma proposta a todos os estudantes e entidades estudantis do Brasil.

Eles dizem: “Hoje, 72 estudantes estão processados por formação de quadrilha e outras acusações absurdas por terem ocupado a reitoria da USP em outubro de 2011. Independente da consideração que qualquer um faça sobre os encaminhamentos e os métodos que levaram à ocupação da Reitoria da USP, não podemos aceitar que as questões políticas sejam resolvidas pela polícia. Estes são métodos de regimes totalitários, inaceitáveis. Lutar pelas reivindicações dos estudantes é legítimo e não pode ser crime! Lutar por Educação Pública e Gratuita para todos em todos os níveis é parte integrante da luta histórica dos estudantes. Nada tem a ver com formar uma quadrilha! Se nos calarmos diante disto, se nada fizermos, amanhã serão milhares de estudantes criminalizados e presos simplesmente porque tenham se manifestado de alguma forma por nossas reivindicações. Não nos espantemos se no dia depois de amanhã, venham a criminalizar estudantes que simplesmente estejam à frente de uma entidade estudantil. Lembrem-se o que aconteceu no Congresso da UNE de 1968, em Ibiúna!

E seguem, propondo: “Nos dirigimos a todos vocês para abrir a discussão sobre a necessidade e a organização de uma greve geral nacional de estudantes com a pauta: Pela retirada dos processos contra os 72 estudantes da USP! Educação Pública e Gratuita para todos em todos os níveis! Propomos a realização de uma reunião nacional para discutir esta proposta com todos os estudantes e entidades estudantis interessadas, no dia 1º de Junho de 2013, em Goiânia, durante o 53º Congresso da UNE.

Leia a o texto na íntegra no blog do DCE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com