quinta-feira, 5 de julho de 2012

A juventude e a ditadura militar de 64

Apresentamos a seguir um texto de Evandro Colzani, dirigente da Juventude Marxista, que aponta a importancia das lutas da juventude contra a ditadura nos anos que se seguiram ao golpe militar de 1964 e ao mesmo tempo indica a necessidade de retomar as lutas aprendendo com os erros do passado, orientando-se pela defesa da independencia das entidades estudantis frente aos governos e ao Estado.


Em 1964 a burguesia brasileira, assustada com os trabalhadores do campo e da cidade que faziam greves e ocupavam terras por todo o país, por meio do exército brasileiro e com apoio de camadas da pequena burguesia, realizou um golpe militar que reprimiu violentamente a classe operária e a juventude. Teve início assim dos períodos mais sombrios da história do Brasil. A ditadura militar não só torturou, censurou e matou aqueles que lutavam por uma sociedade mais justa como também entregou o país para o imperialismo norte americano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com