domingo, 4 de março de 2012

Você sabia? [4]


Uma das exigências da Troika para liberar o pacote de 130 bilhões de euros, foi uma revisão da constituição do País. O parlamento grego deve inserir uma cláusula que salvaguarde os interesses dos credores e os determine como prioridade. Saúde, educação, salários e pensões, questões de importância vital para o povo grego, devem ser consideradas como insignificante em comparação com a necessidade de garantir os lucros dos especuladores. Democracia para quê?

O novo empréstimo não irá servir para salvar o país. Todos os 130.000 milhões de euros irão inteiramente para os credores, aqueles que têm títulos da dívida da grega. Assim, quem a Troika salva são os especuladores, não o povo.

Depois desse acordo com o Eurogrupo, o governo disse que pode ter que reconsiderar a convocação das eleições. A classe dominante e seus partidos não querem ver a irá do povo expresso nas urnas, que poderia lhes dar maus resultados. As eleições devem ser impostas pelo espírito de luta e vigilância do movimento dos trabalhadores e das massas pobres. 

NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS
Twitter: @Juv_Marxista
Facebook. Clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com