terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Campanha em defesa da revolução grega

A juventude Marxista, organização de juventude da Esquerda Marxista, O Jornal Luta de Classes, saúdam os camaradas marxistas gregos, e em atenção ao seu apelo, organizam no Brasil uma campanha em defesa da revolução grega. O plano de austeridade grego é um verdadeiro ataque aos direitos da classe trabalhadora e da juventude daquele país. 

Cartaz de divulgação da campanha
A crise do sistema capitalista tem sido paga na Grécia, como em qualquer lugar, pelos trabalhadores e jovens. A burguesia grega aumentou os impostos, cortou funcionários públicos, reduziu salários e benefícios previdenciários. Tudo a pedido dos banqueiros e capitalistas da União Européia.

O Governo de unidade nacional, formado recentemente, chefiado por Lucas Papademos, tem como papel garantir os interesses da burguesia. A perspectiva é que os ataques aos direitos dos trabalhadores e da juventude continuem e se aprofundem. A necessidade dessa campanha ganha força, principalmente devido ao aprofundamento da crise do capitalismo. A austeridade praticada na Grécia também é discutida no Brasil. Para nós a solução para a crise é a luta pelo socialismo na Grécia, no Brasil e no mundo.

Para participar da campanha entre em contato conosco: juventudemarxista@gmail.com
Texto publicado no Jornal Luta de Classes edição 42

-------------------------------------------------------------

Carta de apelo dos camaradas gregos do Marxist Foni


Aos camaradas e companheiros da Juventude Marxista e Jornal Luta de Classes e trabalhadores do Brasil. O movimento dos trabalhadores e da juventude da Grécia vem travando nos últimos dois anos uma batalha heróica. Liderando 15 greves gerais e dúzias de outras greves e locais de trabalhos, comícios de massa e manifestações; ocupando escolas, universidades, instalações industriais e prédios governamentais, contra o ataque sem precedentes da classe dominante e do imperialismo internacional, que visa transferir a sobrecarga da profunda crise do capitalismo grego e europeu aos ombros da classe trabalhadora e dos pobres.

Este ataque é o exemplo mais extremo do ataque generalizado contra a classe trabalhadora mundial pelos capitalistas e que se deve à profunda crise de seu sistema que está se aprofundando rapidamente por toda parte. Para enfrentar este assalto, o movimento internacional dos trabalhadores conta com a poderosa arma da solidariedade. A vitória da classe trabalhadora em países onde ela se encontra determinada a uma luta revolucionária contra o capitalismo, como a Grécia, é vital para os trabalhadores e jovens de todo o mundo.

Os marxistas gregos que militam no partido de “Synaspismos” (aliança), e que publicam a revista “Marxistiki Foni” (Voz Marxista) e o periódico Epanastasi ( Revolução), encontram-se na linha de frente lutando pela unidade de todas as organizações de massa da classe trabalhadora para destruir o apodrecido capitalismo grego e para iniciar a transformação socialista da Grécia e da Europa, como um passo em direção aos estados unidos socialistas de todo o mundo.

A solidariedade política, econômica e social dos lutadores mais conscientes do movimento dos trabalhadores do mundo em nossa luta aqui na Grécia é vital dessa forma, calorosamente damos as boas-vindas à iniciativa dos camaradas brasileiros da “Juventude Marxista” e do jornal “luta de classes” (Órgão da Esquerda Marxista) por realizarem uma campanha específica de solidariedade com nossa luta.

Longa vida ao internacionalismo proletário!

Trabalhadores e jovens todos unidos na luta como pela erradicação da escravidão capitalista da Grécia ao Brasil e pela vitória do socialismo em todo o mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com