segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

RIO DE JANEIRO: Andar de skate é um crime maior do que ser assaltante

NOTAS INTRODUTÓRIAS

1 - O vídeo abaixo faz qualquer um transbordar de indignação! Como se não bastassem a criminalização dos negros e pobres, muitos jovens ainda precisam enfrentar também a criminalização (pasmem!) do ato de andar de skate. Para não citarmos outras.

2 - Que Estado é este ao qual um agente policial prioriza a repressão de meia dúzia de jovens andando de skate em local inapropriado a socorrer uma vítima de assalto? Será que agora andar de skate na praça virou um crime maior do que ser assaltante? Aonde será que a irracionalidade desse sistema é capaz de nos levar?

3 - O texto em seguida ao vídeo não foi produzido pela Juventude Marxista. Ele é de autoria do próprio jovem que fez a filmagem, no ano de 2001. O relato também é interessante à medida que não culpa o policial enquanto indivíduo, mas apresenta um debate sobre as representações políticas das relações de poder na cidade do Rio de Janeiro e a enorme dificuldade que os jovens da periferia encontram para a prática esportiva na cidade.

4 - De nossa parte apenas acrescentamos mais uma vez a enorme necessidade que temos de revolucionar esta nossa sociedade, a qual não mais oferece perspectivas de futuro digno para a maioria da nossa juventude. Lutemos!




REATO DO JOVEM QUE FEZ A FILMAGEM 


Fala Galera! 

Quando gravei esta imagem em meados de 2001, estávamos filmando para o nosso 1º filme cujo o nome é "Representando o Skateboard do Rio de Janeiro" que foi um dos primeiros documentários no Brasil a mostrar a cena do skate carioca.

Estávamos andando de skate na Praça XV (Centro do Rio) e infelizmente fomos abordados por este Guarda Municipal (Não era PM, apesar do uniforme ser parecido na época) que prendeu o skate de um dos skatistas do grupo. No meio do "desenrolo", chegou esta menina que tinha acabado de ser assaltada, no decorrer dos acontecimentos percebi que ele estava dando mais importância ao skate do que a vítima e fiz uma critica. E o Guarda já respondeu com xingamentos ao invés de argumentar. 


Realmente não consegui me conter diante dessa injustiça e talvez possa até ter me excedido, mas acredito que qualquer pessoa que estivesse no meu lugar teria feito o mesmo. Foi uma das situações mais revoltantes na qual já vivenciei ao longo destes 10 anos de filmagens nas ruas. Porém, apesar do Guarda ter agido de maneira totalmente irresponsável e não ter preparo psicológico para lidar com a tensão daquele momento, temos que refletir que os verdadeiros culpados são nossos gestores na época. O Sr. Prefeito Cesar Maia e Cia que proibiram injustificavelmente a prática de skate na Praça XV. O que é um absurdo, visto que aos finais de semana a praça fica praticamente vazia e temos grande carência de espaços para a prática deste esporte no Rio de Janeiro.

Diante destes acontecimentos, devemos refletir principalmente sobre qual é a verdadeira função da Guarda Municipal? Proteger o patrimônio do Estado? Mas não seria o cidadão o bem mais valioso do Estado? Uma vez que é ele que o mantém através de impostos. Não deveria a Prefeitura perceber melhor as demandas da população ao invés de ignorá-las?

Há cerca de 3 anos iniciamos um protesto que acontece anualmente na Praça XV no dia 21 de junho (Dia mundial do skate). Para reivindicar que a praça seja liberada aos finais de semana para a prática deste esporte que já está entre os mais praticados no Brasil. Mesmo com os poucos investimentos que temos. Estamos produzindo também um documentário com o depoimento de sociólogos, Arquitetos , Skatistas Profiisionais, Jornalistas, Artistas, etc. Queremos mostrar o quanto a prática do skate pode ser positiva para a sociedade, cujos índices de violência são alarmantes e sugerem soluções para que nossos atuais governantes resolvam este problema de uma vez por todas.

Chega de violência, queremos apenas andar de skate sem ser tratados como criminosos!
Ódio não, Amor sim!

Love XV


NÃO DEIXE DE LER O ARTIGO NO LINK ABAIXO

SKATE em Santo André-SP: pistas em estado deplorável. Artigo sobre atletas amadores e profissionais que responsabilizam a prefeitura de Santo André-SP pelo péssimo estado de conservação das pistas de skate. Este texto abaixo traz declarações indignadas até mesmo do pentacampeão mundial Sandro Dias, o Mineirinho, com o descaso do Prefeito Aidan Ravin (PTB) com o esporte a juventude do município. Os principais problemas apontados são: falta de iluminação, sinalização, segurança e manutenção das pistas.




NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS
Twitter: @Juv_Marxista
Facebook. Clique aqui



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com