quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Egípcios celebram aniversário de um ano do início da sua revolução

Manifeste-se como um egípcio! Lute como um egípcio! E, principalmente, nunca desista como um egípcio!

Clique nas imagens para ampliar

Praça Tahrir (Cairo, Egito) em 25 de janeiro de 2012

Praça Tahrir (Cairo, Egito) em 25 de janeiro de 2012

Praça Tahrir (Cairo, Egito) em 25 de janeiro de 2012


Praça Tahrir (Cairo, Egito) em 25 de janeiro de 2012


Praça Tahrir (Cairo, Egito) em 25 de janeiro de 2012

Milhares de egípcios ainda permanecem mobilizados nesse momento no Cairo (na Praça Tahrir) depois de um comício nesta quarta - 25/01 - que marcou o aniversário de um ano do levante que inaugurou a vitoriosa insurreição que derrubou o presidente Hosni Mubarak em 2011.

Muitos dos manifestantes estão exigindo uma rápida transferência de poder das autoridades militares provisórias. Grandes manifestações também foram relatados em Suez, em várias partes do delta do Nilo, e na península do Sinai.

"Eu não estou aqui para comemorar. Estou aqui para fazer uma segunda revolução", disse o desempregado Mohammed Attiya Attiya. "O conselho militar é feita de restos do regime de Mubarak. Nós só teremos êxito quando removemos eles do poder."; "O conselho militar não fez nada. Eles estão se comportando exatamente como o antigo regime. Ainda não recebemos nossos direitos e o país está uma bagunça." Outros grupos gritavam "Abaixo a ditadura militar" e "Revolução até a revolução da vitória, em todas as ruas do Egito".

Textos produzido com informações da BBC


Não deixem de ler o artigo abaixo.


UM ANO DA MORTE DE BOUAZIZI, UM ANO DA REVOLUÇÃO ÁRABE, de Hamid Alizadeh. Texto escrito em dezembro de 2011, em homenagem ao aniversário da morte de Mohammad Bouazizi, que foi espancado no início da revolução árabe. Um excelente balanço da revolução com úteis ensinamentos. 


NOSSAS MÍDIAS SOCIAIS
Twitter: @Juv_Marxista
Facebook. Clique aqui


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com