quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Mobilização em Parauapebas (PA) pede campus da UNIFFESPA

Durante o 13° Conselhos Nacional de Entidades Gerias da UBES em 2011, um abaixo assinado foi passado entre os secundaristas presentes. A luta continua! A UBES e a UNE devem seguir juntas para que o Governo Federal atenda a reivindicação a favor do direito da juventude do Pará em estudar numa universidade pública em Parauapebas (PA). Todo apoio a luta do movimento!


Audiência Pública: classe estudantil e autoridades discutem estratégias para que Parauapebas (PA) também tenha campus da UNIFFESPA.

Não será por falta de mobilização que Parauapebas ficará sem o campus da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFFESPA). Na última quinta-feira (08), a classe estudantil com representantes de grêmio e autoridades estiveram reunidas em audiência pública na quadra da Escola Chico Mendes. A intenção era traçar estratégias que visam a colocar a capital do minério entre as cidades que serão beneficiadas com a instalação da UNIFFESPA, na qual Parauapebas ficou fora do projeto inicial.

O prefeito Darci Lermen afirmou que se sentiu “traído” quando soube da decisão do Ministério da Educação (MEC). “Fizemos tudo o que precisava ser feito, designei uma pessoa do meu gabinete, o professor Leônidas, que vocês conhecem bem, para ter a missão exclusiva de acompanhar o desenvolvimento do projeto”, disse.


O prefeito destacou também “os avanços da educação básica no município”, mas ressaltou que Parauapebas “merece muito mais”, lamentando ainda a ausência do Governo do Estado: “Precisamos há muito tempo também de um campus da UEPA (Universidade Estadual do Pará)”.

Darci parabenizou os estudantes e prometeu apoio à luta. “Vamos entrar juntos nessa fogueira, eu não vou deixar vocês sozinhos”. O secretário municipal de Educação, Raimundo Neto, também manifestou apoio aos estudantes e falou das “várias frentes em que o governo tem atuado para garantir aos jovens de Parauapebas o acesso à faculdade”.

“Estamos atuando fortemente para a implantação do campus da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Mas tenho certeza de que nós merecemos mais, pois entendo que a criação de uma universidade não deve excluir a criação de outra. Além da UFRA, temos méritos suficientes para receber também a UNIFFESPA”, disse.

Da plenária surgiram opiniões variadas. Dos mais exaltados veio a de greve de fome; outros propuseram fechar a portaria da Vale e interditar a estrada de ferro; mas o que prevaleceu mesmo foi o otimismo, graças à ideia do deputado federal Claudio Puty (PT). O congressista trouxe à luz o compromisso de uma emenda parlamentar. A alternativa já havia sido colocada em Brasília, em reunião com o prefeito Darci e o secretário Raimundo Neto.

Puty afirmou: “Parauapebas é uma cidade vitoriosa. Nós vamos conseguir trazer o campus porque não é uma vaidade do prefeito, é um apelo popular, é o povo que quer”. O deputado aposta numa estratégia suprapartidária. Segundo ele, toda a bancada do Pará estará envolvida, independente de sigla partidária. “Os partidos de oposição ao governo Jatene estarão juntos com os que fazem oposição à Dilma lutando para trazer a Unifesspa”, resumiu.

Fonte: Ascom PMP
19/09/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com