quinta-feira, 15 de setembro de 2011

CAPITÃO AMÉRICA: O FIM DO SONHO AMERICANO (parte 2)



O fim da segunda guerra mundial e a metamorfose do capitão América

O capitão America tem 70 anos de existência e vem se adaptando a cada momento histórico. Cada autor acrescenta um pouco de si e de seu tempo ao herói. O que o deixa sempre atual. Isso é uma das características da Marvel.

Dividi a história do Capitão América em três fases essenciais para entender o sentinela da liberdade nas HQs: o pós-guerra, a criação dos vingadores e a atual, sobre a qual falarei mais abaixo.

Na primeira fase, que começa após o fim da guerra, o capitão retornou para casa. Ele trabalharia agora na luta contra o crime, mas isso não fez muito sucesso e a revista foi cancelada. Em 1954, foram tentando ressuscitar o herói. O mundo vivia em plena guerra fria e os inimigos agora eram os comunistas. O Capitão caçava os espiões soviéticos, mas isso também não deu certo e após três anos a revista foi novamente cancelada.

Na década de 60 Stan Lee traz o Capitão América de volta. Ele e Kirb colocam o capitão junto ao Homem de Ferro, Thor, Homem Formiga e Vespa e formam assim, os vingadores, em 1964. É daí que surge a versão que após o fim da guerra mundial o Capitão teria sido congelado, o que explica ele não haver envelhecido. Enquanto que a fase marcarthista do herói foi apagada. Mais a guerra fria, ainda estava viva na década de 60, isso significa que ele apagou os comunistas?

Leia o artigo completo.

Veja a Primeira parte aqui 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com