segunda-feira, 23 de maio de 2011

ESPANHA: A REBELIÃO DA JUVENTUDE


 
Neste artigo, Alan Woods analisa os atuais acontecimentos na Espanha a partir do contexto da crise global do capitalismo e como continuidade de suas análises que já previam o que se desenvolve hoje no velho continente.
 
Primeiro foi Túnis, depois o Cairo. Em seguida Wisconsin e, agora, a Espanha. A crise do capitalismo desencadeou um tsunami impossível de ser controlado. Todos os representantes da velha ordem se juntaram para detê-la: os políticos e os policiais; os juízes e os burocratas sindicais; a imprensa mercenária e a televisão; os padres e os “intelectuais”. Mas o tsunami de revoltas rolou de um país a outro, de um continente a outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com