terça-feira, 20 de julho de 2010

Ocupação por moradia na USP transforma espaço ocupado por banco em espaço estudantil


No dia 17 de março deste ano, estudantes da USP retomaram um espaço de moradia estudantil que estava invadido pela administração da Coseas (coordenadoria de assistência social) e, consequentemente, tiveram acesso a outro espaço de moradia que havia sido "cedido" por tal coordenadoria ao Banco Santander.

Há mais de 4 anos o Santander utilizava um espaço público (e de moradia estudantil!) para, com cerca de 15 computadores, possibilitar que calouros abrissem contas universitárias. Os computadores do banco foram expropriados pelos estudantes que participam da retomada e a sala foi batizada de "Espaço Santandré de acesso livre".

Hoje o espaço e os computadores são verdadeiramente públicos, tendo seu uso aberto à toda comunidade estudantil - que pode ter acesso a internet, cursos de informática e outras atividades gratuitamente. A inauguração oficial do espaço está marcada para o começo de agosto, durante a volta as aulas, e é mais um importante passo na luta pela autonomia dos estudantes nos espaços da moradia e no combate as parcerias público privadas.

Por Ludmila Facella
(Estudante de Artes Cênicas na USP. Participa da ocupação do Coseas e milita na Juventude Marxista)
Foto: Blog Ocupação USP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com