sexta-feira, 27 de junho de 2008

R A P: Diário de um atento

Paródia
.
de “Diário de um
.
Detento” dos
.
Racionais MC’s
.

DIÁRIO DE UM ATENTO
.
Aqui estou mais um dia
Sob o olhar sanguinário da monitoria
Você não sabe como é trabalhar
Com a bunda sentada numa P.A.
Supervisor já chegou, vai reclamar.
Estraçalha operador que levantar

Na sua baia em pé, mais um cidadão José.
Servindo o mercado, gerando lucros.
Passa fome metido a Roberto Justus!

Ele sabe o sofrimento, sabe o sacrifício
A meta nas alturas, o mailing tá difícil.
Vários tentaram cumprir, eu também quero.
Mas de um a cem, a minha chance é zero.

Será que Deus ouviu minha oração?
Será que esse mês eu recebo comissão?
Manda um recado lá pro meu patrão
Se ele deixa eu almoçar,
se eu vender mais um cartão.

Quinze minutos de almoço todo dia
Você acostuma a comer marmita fria
Fiz um minuto a menos,
ou dois minutos a mais.
Sei lá, tanto faz, banheiro não dá mais.
Seguro a vontade e volto a trabalhar
Não me atraso pra ninguém descontar

Homem é homem, mulher é mulher.
Operador é diferente, né?

Ouve xingo toda hora, trabalha na pressão.
E se revida, toma logo suspensão.
Se um operador estourar a sua pausa
Amanhã vai assinar “demissão por justa causa”

Ratatatá, mas o gestor vai passar.
De terno Armani, satisfeito, apressado.
Disfarço a tendinite, o ouvido inflamado.
Minha saúde não tem tanto valor
quanto seu celular, seu computador.

A semana tá difícil, não saiu o vale.
O salário é de miséria por mais que a gente rale.
Alguns companheiros têm a mente mais fraca.
E partem pras drogas, quando a fadiga ataca.
Mas pra manter faculdade e família.
Tô nessa há dois anos, três meses e uns dias.

No treinamento, tudo era tão legal.
Você fica sob o efeito da lavagem cerebral.
Aí operador, e então: cê quer o que?
A luta ta lá esperando você!
Até quando vai deixar ser explorado?
Ta na hora de agir, e lutar organizado!
Aqui tem mano do suporte, mano do ativo.
Retenção, cobrança, receptivo.

Jovem sangue bom tem moral nas quebradas,
mas pra Atento é só um número, mais nada.
Cem mil funcionários, em treze países.
Que geram milhões por mês cada.

Ratatatá, companheiro, não abandone
essa luta no país dos head-phones.
E quem vai contrariar esse meu depoimento?
Dia primeiro de maio, diário de um Atento.
.
Três mil cópias do RAP "Diario de um Atento" está sendo distribuído na porta das unidades da ATENTO, (empresa de telemarketing) de São Paulo, chamando os jovens trabalhadores para as reuniões preparatórias para o Acampamento pela Revolução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com