sábado, 29 de março de 2008

[versão final] Tese da JR ao I Congresso da Juventude do PT

Em defesa da Revolução:

Cuba, Venezuela e Brasil

“A burguesia fede...
Enquanto houver burguesia não
haverá poesia” (Cazuza)

A renuncia de Fidel Castro leva a um ataque sem precedentes a Revolução Cubana. A revista Veja ostenta em sua capa a manchete “já vai tarde”; o candidato republicano nos EUA, MacCain, pede que Castro se encontre logo com Marx, sugerindo que é melhor que morra logo; o pré-candidato democrata fala em reunir-se com Raul Castro, porque “temos que conversar também com os inimigos”. Até José Dirceu sugere que o melhor é que Cuba siga na via Chinesa (ou seja, reintroduzir o capitalismo pelas mãos do partido comunista). E o novo governo Cubano assina duas medidas de “defesa dos direitos humanos” que dão a ONU o direito de inspecionar a ilha (só lembrando, foram inspeções de armas no Iraque que forneceram o argumento para a guerra do Iraque de Bush). O site do jornal o Globo, lembra entretanto que quem quer mudança são aqueles que estão se beneficiando do turismo, que o restante não quer (num pais aonde todos tem direito a saude e educação gratuitas). O site destaca: “é a luta de classes”. Sim, eles tem razão, é a luta da classe trabalhadora, em Cuba e no mundo que poderá garantir a defesa da revolução Cubana.

Na Venezuela, onde se mantem laços com a revolução cubana, apesar de não terem expropriado o capital como em cuba, a revolução também é ameaçada. De um lado a burguesia, organizando o desabastecimento e a alta de preços desenfreada nos produtos populares. De outro, é a ameaça de guerra com a Colombia, que acabou de invadir o Equador para matar o representante diplomático da guerrilha.

Nós da juventude revolução participamos da campanha “tirem as mãos da Venezuela” (internacionalmente, “hands off Venezuela”) e acreditamos que ao lado desta campanha, da defesa da revolução cubana, defender a revolução no Brasil, defender que o Brasil seja independente do imperialismo, que a burguesia aqui também seja expropriada em favor do povo pobre. Isto é o que escrevemos e defendemos nesta tese.


FOGO NA FLORESTA

Na Amazônia e no Centro Oeste, a floresta queima. Parcelas inteiras viram carvão enquanto avança o cultivo da soja e da cana-de-açucar. E o que faz o governo? O governo Lula em 2007 decidiu privatizar a Amazônia através da Lei de Gestão de Florestas Públicas. Agora, no início de 2008 eles "descobrem" que ocorreu um desmatamento brutal: entre agosto e dezembro de 2007 foram 7mil Km2 (INPE), ou seja, uma área equivalente e 4,7 vezes a cidade de São Paulo. A ministra Marina Silva foi a imprensa pedir ajuda aos fazendeiros (!), dizendo que não é só o governo que tem que se preocupar. Depois de uma reunião que definiu regras para o recadastramento das propriedades nos municípios líderes em desmatamento, a ministra lançou a proposta aos proprietários: "Acho que deveriam se declarar em moratória e dizer que a partir de hoje não derrubam nenhuma árvore." (Folha de SP, 26/1)

Segundo ela, os fazendeiros, os mesmos que estão queimando, pasmem, precisam colocar a preocupação do lucro de lado e ajudar. Perguntamos: Eles vão ajudar a fazer o quê? Eles irão queimar a floresta e o cheiro de mata queimada vai encher nossos pulmões. A burguesia fede...

Exigimos já a revogação da Lei de Gestão de Florestas Públicas que privatiza a Amazônia e a expropriação sem indenização das terras de todos os fazendeiros que desmataram além do limite de 20% permitidos pelo Código Florestal que protege a Amazônia Legal.

81% das cidades líderes no desmatamento são governadas por prefeitos de partidos da base aliada do governo federal (Folha de SP 29/01). Essa burguesia asquerosa e reacionária inimiga do povo brasileiro que Lula escolheu pra ser seus amigos de coalizão! Nós propomos o rompimento desta coalizão com os capitalistas. E a constituição de um governo do PT aliado aos partidos operários e nossas organizações de classe CUT, UNE, MST, que atenda as reivindicações do povo. Vamos explicar e defender isto nos pontos seguintes.

POLÍCIA ATIRANDO, BANDIDO ATIRANDO...
E O POVO MORRENDO. ATÉ QUANDO?


Dizem que ela existe, prá ajudar!
Dizem que ela existe, prá proteger!
Eu sei que ela pode, te parar!
Eu sei que ela pode, te prender!... (Titãs)

São raros os tiroteios sem vitimas inocentes. Vejamos somente o balanço dos jornais (11/11/07): “Polícia do Rio mata 10 pessoas”. A Folha de São Paulo entrevistou a avó e a mãe do menino de três anos morto no tiroteio: “ele estava ansioso para começar na escolinha na segunda”. O comandante do BOPE reclama que os marginais atiram na população para por a culpa na polícia. Será? Vamos acreditar nisso?

No mesmo jornal, uma mãe entra com uma ação na justiça para que o corpo do filho que foi morto e enterrado seja autopsiado e que se inicie uma ação para descobrir quem matou. O comandante da polícia, que começou explicando que neste caso era um bandido depois declarou que foi bala perdida. Questionado pela repórter, perde a paciência e recusa-se a falar mais.

A manchete, em uma das paginas na internet de jornal: “Menina de 3 anos morre baleada em ação da polícia”. Em outro “polícia diz que cinco traficantes também morreram”. Mais outro: “Polícia confirma mais duas mortes. São sete ao todo”. E o Governador Cabral (PMDB) declara que “a polícia não mata tanto assim”, ao ser confrontado com as estatísticas que dizem que as mortes aumentaram em mais de 40%. E o secretário de segurança declara que “agora estamos enfrentando os bandidos”.

Na Vila Cruzeiro, outra favela do RJ, mais três mortes confirmadas. Quanto tempo demorará para que parentes e amigos venham repetir em novelas infindáveis dos jornais que “o meu filho, o meu irmão” era só um trabalhador que ali passava? Pois a polícia sobe e mata, sem perdão e sem julgamento, e depois se fabricam armas, trouxas de maconha. De vez em quando, dão sorte do “suspeito morto” já ter tido uma passagem policial. Embora seja difícil achar um prontuário de uma menina de 3 anos morta, de outro menino de 7 anos da operação anterior, do garoto que cuidava da irmã em casa e na casa foi baleado.

E como se ainda não bastasse, o deputado Bolsonaro (PP-RJ) está propondo que a “caveira e a farda preta do BOPE sejam tombados como patrimônio cultural do Rio de Jeneiro” Jornal O Dia (05/01/08).

A PM paulista em Bauru invadiu cara de um jovem. Torturou-o até a morte na frente da mãe e da irmã. Esse é o mundo em que nós vivemos! No capitalismo não há futuro!

A polícia é aparato do Estado O Estado é burguês. E a burguesia fede!

CONTRA LIBERAÇÃO DAS DROGAS

Somos contra a droga do imperialismo! Elas são um instrumento do imperialismo e da burguesia para alienar e destruir fisicamente a juventude. Em vez das organizações reformistas e pequenos burguesas ficarem fazendo passeatas pela “liberação das drogas”, deveriam fazer passeatas pela liberação da terra, do pão, do arroz e da moradia. Somos contra o uso e a descriminalização das drogas. A juventude não precisa de droga, precisamos de emprego, de saúde, de educação, de poesia, de arte.


CRISE ECONÔMICA MUNDIAL E A BARBÁRIE

No Iraque, os EUA querem que seu povo se acostume com o tormento da carnificina. No Haiti as tropas de paz dirigidas pelo Brasil estão matando e matando. A única paz que se chegou até agora é a paz de cemitério! Isso é o capitalismo! Onde Bilhões e bilhões de dólares desapareceram nos primeiros dias de 2008 nas farras das bolsas de valores. E quem vai pagar esses bilhões de dólares senão as mortes, a fome e a miséria de milhões de pobres. Pessoas que serão desempregadas e jovens que não terão acesso a escola.

Isso é o capitalismo, isso nós não queremos.

Por isso somos a Juventude Revolução.

Nós queremos fazer a revolução. Queremos o socialismo!

AS LUTAS DA JUVENTUDE

Os jovens ocuparam as reitorias das universidades contra o REUNI. Vamos ler o primeiro artigo do decreto:“REUNI, com o objetivo de criar condições para a ampliação do acesso e permanência na educação superior, no nível de graduação, pelo melhor aproveitamento da estrutura física e de recursos humanos existentes nas universidades”. Ou seja, para o governo o problema das federais é uma questão de melhor gestão dos “recursos” e não o problema real que é a falta de verbas. Além do que o centro do REUNI foi aumentar vagas sem aumentar na mesma proporção as verbas, os professores, os livros, as bolsas, etc Isso significa rebaixamento da qualidade do ensino.

O REUNI acaba com nossas universidades públicas, que até então são exemplos de educação. Os governos capitalistas sucateiam a educação pública. Ninguém pode negar, que hoje a educação básica particular esta à frente do ensino público. Agora querem fazer o mesmo com nossas universidades.

O governo Lula está cooptando os jovens e os trabalhadores através de Bolsas Misérias. Para fazer os trabalhadores acharem que o capitalismo é bom. Queremos o fim do vestibular e vagas para todos nas universidades públicas.

PROUNI = CAPITALISMO

Segundo a Folha de São Paulo (21/12), 880 universidades particulares devem “7 Bilhões” ao Governo Federal, (“dívidas, impostos atrasados e contribuições não pagas ao INSS”). E ao invés do governo cobrar esta dívida, ele está propondo que essa dívida seja parcela em até 10 anos, com a condição de que essas universidades adiram ao PROUNI. Em vez do governo dar educação, O que ele está fazendo é ampliar o PROUNI. Nós somos contra isso. Vejamos a realidade:

Nossa posição é que todos os bolsistas do PROUNI sejam transferidos paras as universidades federais. E a realidade mostra que as universidades particulares estão indo a bancarrota: há cerca de 970 mil vagas ociosas nas pagas (O Globo 20/12). Hoje elas não conseguem viver sem dinheiro público (isenções fiscais, FIES, Crédito Educativo, empréstimos do BNDES, PROUNI). Além do que é de conhecimento de todos que essas universidades não estão preocupadas com a qualidade do ensino e sim com seus lucro. Nas prática não são verdadeiras universidades com um bom ensino, pesquisa, extensão. São universidades em Estações do metrô, em shopings, etc. O PROUNI, para os tubarões do ensino privado acaba funcionando como medida fiscal para salvar essas universidade da falência.

A política que devemos defender enquanto juventude da classe trabalhadora não pode ser o PROUNI e sim a estatização de todas as particulares que recebem dinheiro público. Os capitalistas que quiserem continuar cobrando rios de dinheiro para oferecem educação nos shopings e estações do metrô como a Estácio de Sá e a UNIBAN, nenhum problema. Mas que faça isso sem dinheiro público.

Por que os jovens da periferia tem que ter uma educação de merda enquanto o jovem da burguesia tem uma escola boa e ainda com isenção de impostos? Lula, estatize já todas as escolas e universidades particulares que recebem dinheiro público!

As escolas públicas estão sendo municipalizadas, mas as verbas não estão sendo repassadas. A juventude da classe trabalhadora tem que lutar pela estatização de todas as escolas e universidades que recebem dinheiro público e que receberam isenções de impostos. Os empresários que quiserem continuar oferecendo “educação” nos shopings e estações do metrô, que façam isso sem dinheiro público.


COTAS = CAPITALISMO

Com as cotas nenhuma vaga a mais será criada, nenhuma centavo a mais será investido. Não é uma política de fazer a igualdade, isso é uma enganação. É uma política para cooptar os negros. Racismo e capitalismo são duas faces da mesma moeda. Também rejeitamos as cotas e o Estatuto da Igualdade Racial. A juventude revolução não faz política para construir uma “elite mais plural” como disse o Frei Davi ao Jornal O Globo. O combate pela igualdade só pode vir na unidade dos negros e dos brancos pobres pela derrubada desse sistema capitalista e pela construção do socialismo. Onde todos terão direto a Tudo.

ROMPER O PAGAMENTO DOS JUROS DA DÍVIDA

O governo mente dizendo que não tem dinheiro. Mas o Brasil paga 160 Bilhões de juros da dívida publica. Para manter as “reservas” do Brasil aplicadas me títulos da divida norte-americanos, o Banco Central teve um preuizo de 50 bilhões de dólares! Todo esse dinheiro, se for aplicado na saúde, não vai resolver a maior parte dos problemas? Não pode dar um salário decente para o professor? Não pode construir escolas publicas de qualidade, construir novas universidades e melhorar as existentes?

O PROGRAMA PRIMEIRO EMPREGO É UM FRACASSO

Este programa fracassou porque os empresários, mesmo recebendo dinheiro e incentivos para para empregar jovens, preferiram contratar via estágio. Esse é um trabalho totalmente desregulamentado, os jovens trabalhadores só ficam 1 ou 2 anos no trabalho, trabalhando igual a todo mundo e ganhando 1/3 do salário, sem nenhum direito social, sem décimo terceiro, férias, etc.

COMO CRIAR EMPREGO PRA JUVENTUDE

Começando por não demitir nossos pais. Que o governo decrete a estabilidade dos trabalhadores, era isso que dizia o programa original do PT. Não queremos que nossos pais seja demitidos para entrarmos no lugar deles. Que o governo retire a intervenção judicial das fábricas ocupadas como exige a CUT e decrete a reestatização de tudo o que foi privatizado. Que o governo não pague os juros da dívida. Que o governo faça a Reforma Agrária. Essas medidas criarão emprego, é assim que se revolve a situação.

É óbvio que se tomarmos essas medidas os EUA nos enfrentarão. É só olharmos para a Venezuela. Quando Chavez tomou medidas de fazer a reforma agrária e expropriar fábricas, os EUA atacou. Quando a Bolívia nacionalizou as refinarias, os EUA atacou. Os EUA invadiram o Iraque sem motivo nenhum. Logo, é necessária a unificação dos povos da América Latina numa federação socialista para se defender e se enfrentar contra o imperialismo ianque.

É necessário conversar com os trabalhadores americanos que estão sendo demitidos. Um exemplo são os 60 mil operários da indústria metalúrgica com demissões já anunciadas por conta da crise econômica.

Para isso o PT tem que ser verdadeiramente dos trabalhadores, tem que ser firme na defesa dos nossos interesses. Não pode fazer coalizão com a burguesia (PMDB, PP, PTB, PL, PRB e outrso), tem que expulsar do governo os ministros representantes dessa classe que é um cadáver político reacionário e mal cheiroso. O governo deve ser composto por partidos operários e nossas organizações de classe CUT, UNE, MST, etc.

Lula, se você fizer isso e parar de pagar os juros da dívida, ou seja, caminha rumo ao socialismo, certamente terá o apoio de toda a juventude do país, de toda a juventude da classe trabalhadora.

Organização da Juventude do PT

A juventude de um partido é antes de tudo uma escola para construir os quadros militantes do partido. Mas o PT, hoje, é o partido que faz aliança com a burguesia, que defende o capitalismo e nós precisamos de uma juventude que defenda o socialismo, e o comunismo.

Então, o que podemos defender como organização da JPT nesta situação onde a juventude tem que romper com esta política, com a cooptação com verbas do governo (no caso da juventude, bolsa do PROUNI, cargos em ONG’s, etc)? Nós propomos que a organização parta e responda a cada instante a base e não as direções, sejam quais forem:

a) Que sejam estruturados núcleos da JPT por escolas, bairros, por empresas e faculdades.
b) Que as coordenações municipais sejam formadas por representantes dos núcleos.
c) Que as coordenações estaduais sejam formadas por representações das coordenações municipais e se reúna de 3/3 meses.
d) Que a coordenação nacional seja formada por representações das coordenações estaduais, reunidas semestralmente.


Venha fazer parte desse combate, se você é filiado ou simpatizante do PT, ASSINE NOSSA TESE, entre em contato: www.revolucao.org

SP-Capital: Abdeir - abdeirjc@gmail.com

SP-Bauru: Silvio - silviodurante@bol.com.br

SC-Joinville: Evandro - evandrocolzani@hotmail.com

SC-Floripa: André - moura_ferro@hotmail.com

RJ: Flavio - flavioirj@gmail.com

MT: Ramirez fabioramirez.com@gmail.com

PR: Mario - mario.dutrapereira@gmail.com

PE: Paulinho - bezerp@gmail.com


=> faça o dowload da tese da JR, clique aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com