quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Contribuição da Juventude Revolução e apoiadores ao 37º Congresso da UBES

ERGUER NOSSAS BANDEIRAS, SOLTAR A NOSSA VOZ, E AGITAR AS RUAS!

Nos dias 06 a 09 de dezembro vai acontecer mais um congresso da UBES, a União Brasileira dos Estudantes. Lá serão escolhidos nossos representantes e os próximos passos que daremos em busca de uma educação de qualidade e um mundo melhor.

Nos últimos anos a UBES e seus dirigentes tem deixado a desejar, muitos ataques à educação tem acontecido, e nossa entidade UBES quase nada tem feito para nos defender. Mas agora é um bom momento para reagirmos, vamos juntar toda galera, erguer nossas bandeiras, soltar a nossa voz e agitar as ruas em defesa de uma educação pública de qualidade e de um mundo sem explorados e exploradores. Venha fazer parte dessa onda, some-se ao movimento por uma “UBES de Luta e Socialista”!


A ESCOLA QUE QUEREMOS É PÚBLICA, LAICA, E DE QUALIDADE!

Não adianta olhar pro céu com muita fé e pouca luta
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer (...)
Você pode e você deve, pode crer {Gabriel o Pensador}

Na escola que queremos os professores ensinam com prazer, porque são valorizados e recebem um bom salário. As salas são confortáveis e equipadas com materiais didáticos, as quadras e os materiais poli-esportivos serão realidades que proporcionam lazer e desporto aos estudantes. As bibliotecas serão modernas e equipadas com computadores ligados à INTERNET. Mas não podemos ficar esperando, é preciso lutar para ver o sonho acontecer!

A realidade vivida nas escolas em todo nosso Brasil é dura. Em muitas delas faltam merenda escolar, salas com estrutura, professores, bibliotecas e às vezes nem carteiras temos para sentar.

Dinheiro pra melhorar a escola existe de montão, mas ele não está vindo pra nossa educação. Os capitalistas roubam o dinheiro do nosso povo. O governo FHC inventou uma lei, e teve a cara de pau de chamá-la de “Lei de Responsabilidade Fiscal”. Lula mantém essa lei, que de responsável não tem nada, pois diz que a prioridade do governo é o pagamento da dívida externa e interna. Só neste ano já foram mais de 150 bilhões de reais, que poderiam ser usado para melhorar a escola, construir universidades, saúde, emprego, etc.

Já o FUNDEB vincula o custeio à educação com o momento político vivido pelo país, pois seus recursos são vinculados com a porcentagem de impostos. Assim quando a economia vai bem, temos um pouquinho de verba, mas quando vai mal, a educação fica de “mãos abanando”. E o PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação) feito pelo governo Lula diz que vai trazer melhorias para a educação, mas não aumenta de forma significativa as verbas.

É por tudo isso que a JR e seus apoiadores, defendem que a UBES deve exigir a revogação dessas leis. Queremos as verbas necessárias para o custeio da educação!


COMBATER AS GUERRAS, AVANÇAR NAS REVOLUÇÕES!

Bush e os capitalistas insistem numa guerra que eles não conseguem vencer. Após anos de invasão militar no Iraque, a paz e a democracia prometida pelo governo americano estão cada vez mais longe. O povo iraquiano não aceita a ocupação e resiste. Soldados americanos são mortos aos milhares, e o povo dos EUA promove grandes mobilizações pelo retorno das tropas do carniceiro Bush.

No Haiti, vergonhosamente as tropas brasileiras comandam um massacre. Tudo a serviço do imperialismo americano, que não aceita que o povo haitiano determine seu próprio futuro. Já foram gastos mais de 370 milhões, é muita grana, que em vez e vir para a educação, Lula usa para custear a guerra.

A Juventude Revolução a mais de um ano desenvolve a Campanha “Mãos Sujas de Sangue”, pelo retorno das tropas brasileiras do Haiti. Mas chegou a hora da UBES pressionar o governo pelo retorno das tropas, não é possível que um governo eleito pelo povo brasileiro e suas organizações continuem a serviço de Bush massacrando os povos pelo Mundo.

Mas a situação no Mundo de hoje é diferente de alguns anos atrás. A Revolução tem avançado na América Latina. Na Bolívia o petróleo e as terras têm sido nacionalizadas, e na Venezuela empresas estatizadas, reforma agrária, e a recente reforma constitucional anuncia o fim da propriedade privada nas grandes fábricas, tudo poderá ser do povo, e para o povo produzir.


LULA FAÇA COMO CHAVEZ, E TERÁ O NOSSO APOIO

Chávez acaba de fazer uma lei que põe fim ao vestibular, e ao mesmo tempo estabelece a paridade nos conselhos universitários. Ou seja, o aluno que terminar o ensino secundário, terá sua vaga garantida na universidade pública! E as decisões das universidades serão tomadas em conjunto entre os professores, servidores e alunos.

Ao Mesmo tempo milhões de jovens no Brasil saem do ensino médio e ficam sem estudar, pois não tem vagas nas universidades federais, e as mensalidades das privadas estão cada vez mais caras. Para tentar amenizar a situação, Lula lança o desesperadamente o PROUNI e o projeto de cotas, tudo para parecer que agora o acesso à universidade pública ficou mais fácil e democrático, mas na vida real, os milhões continuam sem universidade.

O PROUNI não resolve a situação, pelo contrário, destina milhões de reais, através de isenção de impostos, para o bolso dos donos das faculdades. Essa grana poderia ser usada para abrir vagas na universidade pública. A UBES tem que assumir essa luta, e exigir que todos os matriculados do PROUNI sejam imediatamente transferidos para as federais.

Quando saímos do ensino médio nos deparamos com uma dura realidade: somos obrigados a disputar uma vaga no funil do vestibular, que a cada ano se torna mais fino. A realidade é frustrante para a maioria dos jovens, não existem vagas suficientes para todos! As cotas não mudam essa realidade, não ampliam nenhuma vaga na universidade pública. Nossa real luta é vaga para todos nas universidades públicas, independente de cor, classe ou religião! A UBES precisa retomar a bandeira de universalização do ensino!

Mas se Chávez faz na Venezuela porque Lula não faz no Brasil? Para nós, a Revolução que avança na América Latina vem destruindo as pretensões daqueles que diziam que o Socialismo estava morto, e tem dado novo impulso nas lutas. A UBES deve entrar nesse movimento pelo socialismo, por uma sociedade sem classes, e sem a exploração do homem pelo homem.
A nossa luta é pelo socialismo, por uma sociedade no qual a juventude tenha acesso à cultura, à diversão e à arte.


UMA COALIZÃO CONTRA O POVO E A JUVENTUDE

Os 58 milhões de votos que reelegeram Lula contra Alckimim-PSDB, o representante da burguesia e das privatizações, deram uma prova da força dos trabalhadores e da juventude, que votaram em Lula do PT para ter mudanças e uma vida melhor. Mas assim que assume o governo, Lula trai o povo e anuncia uma grande aliança com os capitalistas, é o governo de coalizão com os partidos da direita.

Como fruto dessa aliança, Logo é anunciado o PAC, um programa que privatiza ferrovias, portos e estradas, congela os salários dos servidores públicos e em nada beneficia a juventude. O desenvolvimento que queremos é emprego, saúde e educação. O dinheiro que o Brasil precisa, é os mais de 170 bilhões que pertencem ao povo, mas que Lula dá aos banqueiros e especuladores através da dívida interna/externa.

A UBES deve exigir que Lula rompa com esse governo de coalizão. A aliança que queremos é com o povo e suas organizações (CUT, UNE, UBES, MST...) só assim poderemos avançar com as reivindicações e na construção do socialismo.


TIREM AS MÃOS DA AMAZÔNIA!

“Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar (...) E agora não contente querem privatizar o conhecimento, a sabedoria, o pensamento (...)” {Bertold Brecht}

No dia da árvore, 21 de setembro, a Ministra Marina Silva Anunciou o início da privatização da Amazônia. A floresta Nacional do Jamari, em Rondônia, foi oferecida aos empresários. Nem Collor teve coragem para tanto.

A Lei de Gestão de Florestas Públicas oferece as nossas matas para exploração dos capitalistas, que passam a controlar tudo, da riqueza do solo, à diversidade das plantas medicinais e os animais. Tudo antes pertencia ao povo brasileiro, e agora Lula oferece aos exploradores capitalistas.

Esse é um dos maiores golpes que o país já sofreu. A Juventude Revolução de imediato lança a campanha “Tirem as Mãos da Amazônia”, mas é preciso que a UBES encampe essa batalha e diga em alto e bom som: Lula, a Amazônia é do povo, Não à Privatização!

Faça parte do movimento “Ubes de Luta e Socialista”
Venha para a JR lutar pela Revolução!

entre em contato:
juventuderevolucao@gmail.com
contato@revolucao.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com