quarta-feira, 3 de março de 2004

Trabalhadores da Flakepet lutam contra reitegração - Urgente!

TRABALHADORES DA FLAKEPET RESISTEM À ORDEM DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE PARA SALVAR 143 EMPREGOS

Trabalhadores da Flakepet, fábrica de reciclagem ocupada em Itapevi (Grande São Paulo) devem receber pela terceira vez, na quinta-feira, a qualquer hora do dia, a visita do Oficial de Justiça para executar liminar de reintegração de posse da fábrica, concedida pela juíza Carolina Conti Reed, do Fórum de Itapevi e mantida pela juíza titular.


Segundo apuraram os próprios trabalhadores, a tentativa de desocupação da fábrica será feita com reforço policial. Aos trabalhadores só resta resistir. Eles estão determinados a ficar na fábrica e continuar produzindo para salvar 143 postos de trabalho. A previsão é que, caso não haja um resultado no Tribunal, as forças policiais tentarão fazer a reintegração na próxima quinta-feira, dia 4 de março. Os trabalhadores pedem a todos os sindicatos, movimentos, parlamentares, dirigentes partidários que se dirijam neste dia à fábrica para que a reintegração não seja efetivada.

Desde outubro do ano passado operários e operárias da Flakepet não recebem salários nem benefícios como férias, décimo terceiro e FGTS. o patrão Maurício Nogutte, é devedor também da instituição pública BNDES (Banco de Desenvolvimento), da empresa fornecedora de energia elétrica Eletropaulo, dentre outros fornecedores. Vale ressaltar que a Flakepet é uma empresa que sequer completou três anos.

Os trabalhadores entraram com um agravo de instrumento no Tribunal em São Paulo para derrubar a liminar de reintegração de posse. Eles solicitam a todas as entidades, dirigentes políticos, sindicais, personalidades democráticas que enviem moção ao presidente do Tribunal em apoio à cassação da liminar (ver abaixo)

A luta da Flakepet em defesa de postos de trabalho não é isolada. A Cipla/Interfibra (Joinville,SC) e Flaskô (Sumaré, SP) também estão ocupadas pelos trabalhadores e sendo dirigidas por Conselhos de Fábricas, eleitos em assembléia geral. As fábricas ocupadas estão ativas e mantêm a produção. Os trabalhadores das 4 fábricas lutam estão pedindo uma audiência ao Presidente Lula a quem dirigem o pedido de estatização das fábricas como forma de garantir todos os postos de trabalho

A Cipla/Interfibra e Flaskô lutam pela estatização como única forma duradoura de manutenção dos postos de trabalho e dos direitos trabalhistas.

A luta desses trabalhadores tem tido o apoio de vereadores do PT, da CUT, sindicatos, lideranças políticas e juventude.

NÃO À REINTEGRAÇÃO DA FLAKEPET!




MODELO DE MOÇÃO:

[ cidade ] , [ dia ] de março de 2004

Ao Presidente do 1º Tribunal de Alçada Cível
Dr. Maurício Ferreira Leite
Pátio do Colégio 73, Centro, São Paulo
Fax: 32 92 49 00, Ramal 2223


Enviamos a presente carta, em referência ao Agravo de Instrumento de número 1276239-1, para expressar nossa solidariedade aos trabalhadores da Flakepet, indústria de reciclagem instalada na cidade de Itapevi, na Grande São Paulo, na solicitação de NÃO REINTEGRAÇÃO DA POSSE do terreno da empresa ao Sr. Maurício Nogutte.

Os trabalhadores desta empresa se viram obrigados a retomar a produção na empresa, abandonada pelo patrão, e estão lutando por seus empregos e pelo sustento de suas famílias.

Esperando contar com vossa compreensão para este assunto de relevância social, agradecemos a vossa atenção.


[ NOME INDIVIDUAL OU NOME DA ENTIDADE ]




PASSO A PASSO DA LUTA DOS TRABALHADORES DA FLAKEPET


DIA 9 DE DEZEMBRO-2003: OCUPAÇÃO

COM SALÁRIOS ATRASADOS, NÃO PAGOS DESDE 20 DE OUTUBRO DE 2003, SEM BENEFÍCIOS DE FÉRIAS, DÉCIMO TERCEIRO E SEM DEPÓSITO DO FGTS, TRABALHADORES DA FLAKEPET DECIDEM OCUPAR A FÁBRICA.

A PARTIR DESSA DATA:
• UM CONSELHO DE FÁBRICA É ELEITO E REALIZA ASSEMBLÉIAS SEMANAIS COM TODOS TRABALHADORES
• TRABALHADORES DIRIGEM-SE AO PODER PÚBLICO LOCAL E DA REGIÃO PARA QUE APRESENTEM UMA SOLUÇÃO À SITUAÇÃO QUE ATINGE OPERÁRIOS E FAMÍLIAS.


DIA 20 DE FEVEREIRO DE 2004 - SEXTA-FEIRA DE CARNAVAL

A ELETROPAULO VAI A FÁBRICA PARA EFETUAR O CORTE DE ENERGIA ELÉTRICA. DEZ CARROS DE POLÍCIA, COM CERCA DE 50 POLICIAIS, ACOMPANHAVAM A AÇÃO. OS TRABALHADORES PASSARAM O DIA PROTEGENDO O POSTE DE ENERGIA ELÉTRICA E UM CONTATO COM O DEPUTADO JOÃO PAULO CUNHA (PT), PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL AJUDA ABRIR NEGOCIAÇÃO COM A ELETROPAULO.

NO MESMO DIA, RECEBEM A VISITA DO OFICIAL DE JUSTIÇA PARA EXECUTAR A LIMINAR DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE CONCEDIDA PELA JUÍZA SUBSTITUTA CAROLINA CONTI REED E MANTIDA PELA TITULAR.

AINDA NO DIA 20/2/2004, TRABALHADORES DIVULGAM CARTA À POPULAÇÃO DE ITAPEVI (SP) RELATANDO TODA A LUTA E PEDINDO AMPLO APOIO.


DIA 27 DE FEVEREIRO 2004 - SEXTA-FEITRA

EM REUNIÃO COM A EMPRESA FORNECEDORA DE ENERGIA, MEMBROS DO CONSELHO DE FÁBRICA DA FLAKEPET, VEREADORES DE ITAPEVI E REGIÃO E LIDERANÇAS SINDICAIS NEGOCIARAM A SUSPENSÃO DO CORTE DE LUZ ATÉ O PRÓXIMO DIA 10 DE MARÇO.

PELA SEGUNDA VEZ, RECEBEM A VISITA DE UM OFICIAL DE JUSTIÇA, QUE ACOMPANHADO DA ADVOGADA DO PATRÃO MAURÍCIO NOGUTTE, CHEGOU PARA EXECUTAR A LIMINAR DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE DA FÁBRICA. COM O OBJETIVO DE CONTINUAR A LUTA EM DEFESA DOS 143 POSTOS DE TRABALHO, OS OPERÁRIOS E OPERÁRIAS DA FLAKEPET CONTINUAM RESISTINDO. O OFICIAL VAI EMBORA , MAS NADA ESTÁ GARNTIDO.


DIA 3 DE MARÇO DE 2004 - QUARTA-FEIRA

UMA REUNIÃO ENTRE O CONSELHO DE FÁBRICA DA FLAKEPET E O BNDES (BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO) ESTÁ MARCADA PARA DISCUTIR A SITUAÇÃO DA EMPRESA QUE É DEVEDORA DO BANCO DO GOVERNO EM MILHÕES DE REAIS.


DIA 4 DE MARÇO DE 2004 - QUINTA-FEIRA

ESTADO DE ALERTA! TRABALHADORES PREVEÊM A TENTATIVA DE DESOCUPAÇÃO DA FÁBRICA COM VISITA DO OFICIAL DE JUSTIÇA E POLÍCIA MILITAR.



CONTATOS COM MEMBROS DOS CONSELHOS DE FÁBRICAS:

Conselho de Fábrica Flakepet (Itapevi/SP)
Telefone: (11) 7127-6391

Conselho de Fábrica Flaskô (Sumaré/SP)
Telefone:(19) 3864-1106 e (19) 9119-3864

Assessoria de Comunicação e Imprensa Flaskô:
Telefone(19) 9107-3940

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários anônimos serão excluídos, identifique-se. Se preferir entre em contato pelo e-mail: juventudemarxista@gmail.com